Realizamos atendimento a muitos profissionais liberais que nos questionam em relação a este assunto, sendo assim, no artigo de hoje demonstraremos através de cálculos que entre atuar como profissional liberal e abrir uma empresa, na maioria dos casos, é muito mais vantasojo abrir uma empresa. Confira abaixo:

imagem para profissionais liberais

O que é um profissional liberal?

O profissional liberal é uma pessoa física que para desenvolver suas atividades precisa comprovar conhecimento técnico em sua área de atuação. Alguns exemplos de profissionais liberais são: Médicos, Advogados, Psicólogos, Contadores, enfim, profissões que exigem formação e credenciamento junto ao conselho de classe da categoria. Estes profissionais podem prestar serviços para pessoa física ou para pessoa jurídica, podem ainda trabalhar como funcionários registrados.

Qual a diferença tributária para prestação de serviços para pessoa física ou pessoa jurídica?

Quando o profissional liberal presta serviços para pessoa física e para pessoa jurídica, o mesmo é responsável por preencher o programa Carnê Leão e por realizar o cálculo/ recolhimento dos devidos tributos: INSS, IRRF e ISS ( os percentuais são variáveis e exige a análise de cada caso).  Quando há o vinculo empregatício, ou seja, este profissional é funcionário de uma empresa, os impostos são descontados da folha de pagamento e a empresa para qual o profissional liberal trabalha deverá realizar o repasse do valor para a Previdência Social (INSS) e para a Receita Federal (IRRF).

Vamos a um exemplo? Através de um estudo de caso é mais fácil visualizar os gastos com os tributos!

Alinne é uma psicóloga cujo rendimento mensal é de R$ 15.000,00, ela está em dúvida entre manter-se como profissional liberal ou abrir uma empresa. Abaixo representaremos como são os cálculos tributários enquanto pessoa física e posteriormente, faremos os cálculos como se ela tivesse uma empresa aberta.

Simulação tributária para a psicóloga Alinne caso ela escolha manter-se como pessoa física:

Os impostos no caso são: ISS, INSS, IRRF

Em relação ao ISS , o valor é variável, a legislação muda de município para município, esta psicóloga em questão está estabelecida em São Bernardo do Campo, o ISS é fixo, ou seja, o valor independe dos rendimentos. Mensalmente, ela deverá pagar R$ 227,07.

Em relação ao INSS, existem duas possibilidades: Contribuir com 11% sobre o salário mínimo limitado ao teto de contribuição e aposentar-se somente por idade, ou contribuir com 20% dos rendimentos e aposentar-se por tempo de contribuição. Ela optou por contribuir com o teto de contribuição e deverá contribuir mensalmente com o valor de:  R$ 5.839,45 x 20% = R$ 1.167,89.

blog meu contador online contabilidade

Em relação ao IRRF, ela preenche mensalmente o Programa Carnê Leão e tem algumas despesas dedutíveis da base de cálculo como: energia elétrica, água e aluguel do consultório. As despesas totalizam em média R$ 1.120,00 mensalmente. Sendo assim, são deduzidos da base de cálculo do IRRF: O INSS pago : R$1.167,89 e as despesas dedutíveis R$ 1.120,00. As alíquotas, variam de acordo com os rendimentos. No caso da Alinne, ela será tributada em 27,5% sobre seus recebimentos.

Qual a melhor opção: Manter-se como profissional liberal ou abrir uma empresa? 1

 

No caso da Sra. Alinne o cálculo será:

R$ 15.000,00 – R$ 1.167,89 – R$ 1.120,00 = R$ 12. 712,11 x 27,5%  = R$ 3.495,83 – R$ 869,36 = R$ 2.626,47

O total de impostos pagos mensalmente enquanto profissional liberal será:

INSS:                R$   1.167,89

IRRF :              R$   2.626,47

ISS:                  R$       227,07

Total:              R$    4.021,43.

Simulação tributária caso a Alinne abrisse uma empresa:

Neste caso, a empresa da Alinne poderia ser enquadrada no Simples Nacional, este regime tributário unifica os impostos devidos, ela pagará mais impostos, mas os percentuais serão menores. As alíquotas variam de acordo com a atividade e o valor do faturamento. Esta empresa hipotética será tributada no anexo III ou no anexo V.

O Fator R é o percentual que define quanto do seu faturamento é destinado a folha de pagamento de salários. A partir deste cálculo, podemos definir se a empresa será tributada no anexo III ou no anexo V. A alíquota inicial do anexo III é 6% enquanto que a alíquota inicial do anexo V é 15,5%. Confira nas tabelas abaixo: Você sabe o que é o fator R do Simples Nacional_ Ele pode-2   Você sabe o que é o fator R do Simples Nacional_ Ele pode-3

Na atualidade, a Alinne recolhe INSS sobre o teto de contribuição e mantendo uma empresa aberta, ela poderia realizar a retirada de pró – labore que também está incluso na folha de salários, logo, há incidência do Fator R e a empresa poderá ser enquadrada no anexo III e pagar 6% mensalmente sobre o faturamento veja:

O percentual do INSS para retirada de pró – labore para empresas optantes pelo Simples Nacional é de 11%, sendo assim, a Alinne pagará: R$ 5.839,45 X 11% = R$ 642,33

O IRRF por sua vez, não será sobre o valor total dos rendimentos, e sim sobre a retirada de pró- labore, sendo assim, a Alinne pagará: R$ 5.839,45 – R$ 642,33 = R$ 5.197,12 x 27,5% = R$ 1.429,20 – R$ 869,36 = R$ 559,84.

Em relação ao DAS- Simples Nacional, a legislação determina que: “Se o total da folha de salários dos últimos doze meses for superior a 28% do faturamento dos últimos doze meses, a empresa se enquadrará no fator r e poderá ser tributada no anexo III”

Como no exemplo acima, a empresa foi aberta recentemente, este é o primeiro faturamento a ser tributado, sendo assim, o cálculo para identificar o enquadramento no fator r será:

Folha de salários dos últimos 12 meses/ Faturamento dos últimos 12 meses x 100 = Fator R

R$ 5.839,45 /R$ 15.000,00 x 100 = 38,92%

38,92% é superior a 28%, sendo assim, a empresa se enquadra no anexo III e pode ser tributada em 6%

Logo o cálculo do DAS- Simples Nacional será: R$ 15.000,00 x 6% = R$ 900,00

Valor do INSS = R$ 642,33

Valor do IRRF = R$ 559,84

Valor do DAS = R$ 900,00

Total dos tributos: R$ 2.102,17

Enfim. Qual é a melhor opção?

Abrir uma empresa! Com certeza! De acordo com os cálculos, é uma economia de quase 50%. Enquanto pessoa física, a Alinne pagava um total de tributos no valor de R$ 4.021,43 e como pessoa jurídica, a empresa pagará R$ 2.102,17. É importante afirmar que cada caso é um caso, sendo assim, orientamos que mantenha uma assessoria contábil mensal, apenas o contador pode realizar esta análise. Por fim a opinião do Meu Contador Online é esta: Abra uma empresa! Formalize seu negócio,temos pacotes com honorários acessíveis, conheça nossas serviços!

Qual a melhor opção: Manter-se como profissional liberal ou abrir uma empresa? 2

Contabilidade Online descomplicada e econômica para a sua empresa

a partir de

R$ 99,00/mês

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons

Atribuição-Compartilha Igual 4.0 Internacional

Todo conteúdo do Blog do Meu Contador Online está disponibilizado com base na licença Creative Commons, que dá o direito de compartilhamento integral e parcial, desde que seja citada a fonte inclusive se compartilhado a partir de um compartilhamento.

Se um site compartilhar nosso conteúdo, deverá inserir o link que leva ao original em nosso blog, e caso um terceiro compartilhe a partir desse site que está compartilhando, deverá indicar nosso blog como sendo a fonte original, inserindo nosso link como referência.

Você não está proibido de usar nosso conteúdo em seu site, blog ou trabalho acadêmico, pelo contrário, desde que coloque o link que aponta para o artigo original em nosso blog concedendo aos nossos editores os créditos pelo trabalho de criação que fizeram. Obrigado.